17/02/2018

Links do Mês #09 - Janeiro (2018)



O primeiro mês de 2018 já passou (e estamos na metade de fevereiro), mas eu não poderia deixar de aproveitar essa vibe de começo de ano pra voltar com um dos meus quadros favoritos do blog, os Links do Mês! Eu não havia conseguido dar continuidade aos posts desse estilo desde agosto, mas como 2018 me trouxe muita motivação e inspiração pra me dedicar mais ao blog, nada mais justo do que trazer de volta esse quadro que vocês (e eu) tanto curtiam!

Janeiro foi um mês que, particularmente, demorou pra passar, e isso provavelmente foi por culpa dos intermináveis prazos e esperas de processos seletivos, pelos quais eu estava passando desde novembro. Mas, felizmente, janeiro também me rendeu muita coisa legal, como uma viagem pra praia, o começo do meu bullet journal, reencontros e diversas idas ao cinema, além de, é claro, muitos links pra compartilhar com vocês! Preparem-se, porque o post de hoje está lindo <3

Posts

1. Aceitar não é se conformar no A mente é maravilhosa
Nesse período de vestibulares, aprovações e reprovações, eu fico me mantendo em um estado extremamente ansioso que muitas vezes me prejudica, pois eu acabo sofrendo por coisas que não estão em meu controle. Por mais que eu tente me manter positiva e de cabeça fria, às vezes é difícil lidar com a incerteza dos acontecimentos; esse texto, então, apareceu no momento certo, me trazendo muita luz e calma. O que tiver que ser, será!

2. 5 coisas que amo fazer sozinha no Raposa Crítica
Fazer as coisas sozinha é uma coisa que amo desde que me entendo por gente. Acho que isso tem um pouco a ver com a minha personalidade, mas o principal motivo deve ser o fato de poder ter o meu próprio tempo e aproveitar esses momentos de independência. A Jade Amorim listou alguns dos motivos que me fazem curtir demais o tempo que passo comigo mesma.

3.  A disparidade entre maternidade e paternidade: Conceito e Expectativa Social no HuffPost Brasil
Esse post é sobre o Dia dos Pais, mas a discussão que ele traz é muito importante, em qualquer época do ano. Eu, como mulher, me sinto muito incomodada com a forma em que a maternidade é cobrada e vigiada por todas as pessoas (incluindo aquelas que nem fazem parte da sua vida), enquanto a paternidade é pouquíssimo discutida, e celebrada por gestos que são, na verdade, obrigação do pai. É muito importante refletir sobre o assunto para que a criação de um filho se baseie menos em mãe, e mais em família.

4. As capas de vinis de Black Mirror que foram desenhadas por um brasileiro no Amigos do Fórum
Amo ver artistas brasileiros sendo reconhecidos pelos seus trabalhos incríveis, ainda mais quando fazem projetos para um grande nome como a Netflix <3

5. Como uma engenheira de TI virou a primeira comentarista de NFL no Brasil na ESPN
Assisto aos jogos de futebol americano há uns dois ou três anos, mas foi só no ano passado que eu realmente me apaixonei pelo esporte. Infelizmente, como a maioria desse tipo de entretenimento, o gosto pela NFL é majoritariamente masculino, então ver uma mulher expondo sua opinião ao lado de especialistas no esporte é muito importante, não só pra mim, mas também para as outras tantas amantes da bola oval no país.

6. Bandas que lamentam ter “meninas adolescentes” como fãs estão esquecendo o sentido da música na MADREmag (texto do The Guardian)
Como futura crítica cultural e fã de boybands - e de outros tantos estilos musicais -, já ouvi diversas vezes que o meu gosto muitas vezes era guiado pelo físico ou padrão estético do artista que eu acompanhava, do que propriamente pelo trabalho dele. Acho isso muito besta, na verdade, porque acaba diminuindo não só o seu senso crítico, como também o próprio artista. Cada um tem seus motivos para acompanhar um cantor, banda ou ator, e eles não devem, nunca, ser resumidos ao seu gênero, seja qual for.

7. A motivação não irá te levar para lugar algum. Conheça o que realmente irá te mover. no Medium
Ainda nessa vibe de ano novo, estou no processo para levar mais a sério e ser mais consistente quanto às minhas resoluções de 2018, e para isso, estou aprendendo a ser mais movida por planejamento do que por motivação. Muitas vezes, a empolgação de começar algo novo nos consome, mas apenas nos primeiros passos, e o segredo para continuar o trajeto é justamente a constância e a disciplina. Claro, isso não vem do dia pra noite, mas pode ser construída aos pouquinhos, um passo de cada vez.

8. PUC-SP diploma alunos mortos pela ditadura militar no Estadão
A Ditura Militar no nosso país foi um período que nos deixa marcas até hoje - das quais é necessário lembrar para impedir que os erros do passado reapareçam em nosso presente. Ações como a da PUC são importantes para manter viva a memória das vítimas e daqueles que ainda sentem na pele os rastros do regime.

9. projeto detalhes: amor nas pequenas coisas no Sernaiotto
Sempre pirei no conteúdo que a Loma produz, e adorei esse projeto que ela criou juntamente com a Maki, outra blogueira que curto tanto. É muito importante que a gente não esqueça de prestar atenção nos detalhes em nossa vida; são eles que tornam os nossos dias únicos e especiais.

10. Para nunca esquecer de como era incrível ter você no Depois dos Quinze
Sou uma pessoa que não sabe como é viver sem um animal de estimação. Sempre tive ao menos uma cachorra em casa, e mesmo não tendo ficado sozinha por muito tempo, me despedir quando a hora delas chega nunca foi (e imagino que nunca vai ser) um processo fácil. Ler o texto da Bruna sobre a perda da Zooey, a sua Schnauzer, que já estampou tantas fotos e até a capa de seu primeiro livro, me fez sentir ainda mais o quanto a vida de nossos animaizinhos de estimação é curta, e que deve ser muito muito bem aproveitada, com amor e carinho sempre.

Vídeos

1. Resposta ao Danilo Gentili #GordofobiaNãoÉPiada, da ALEXANDRISMOS


Já tinha visto o canal da Alexandra Gurgel nos Recomendados várias vezes, e tive a felicidade de começar a acompanhar o trabalho dela a partir desse vídeo. Depois de um ataque gordofóbico por parte do "humorista" Danilo Gentili, a jornalista deu uma resposta brilhante para o comportamento preconceituoso que ele ajudou - e ajuda - a perpetuar através de seus comentários nas redes sociais. Virei fã do seu canal!

2. Relato de Parto, da Juliana Goes


Em um dos Links do Mês daqui do blog, eu havia compartilhado o vídeo em que a Ju Goes contava que estava grávida, e desde aquele momento, passei a acompanhar sua gravidez. Sua filhinha Anne Liv nasceu no finzinho do ano passado, e em janeiro ela liberou o seu relato de parto, contando detalhadamente sobre esse impactante processo. Fiquei muito emocionada!

3. Meu Bullet Journal/Planner 2018, da Melina Souza


Finalmente comecei o meu bullet journal nesse ano, e por isso um dos tipos de vídeo que passei a consumir ainda mais são os de plan with me (planeje-se comigo). Quando vi que a Melina Souza, uma das minhas youtubers favoritas, também adotou esse método de organização, fiquei muito empolgada. Ver o vídeo só comprovou o cuidado e a fofura de todo trabalho que a Mel desenvolve.

4. VLOG: O dia em que ganhei uma viagem pra Disney, da Ana Lídia Lopes



Mesmo não tendo o cabelo cacheado, sou muito fã do trabalho da Ana Lídia Lopes e admiro muito todo o conteúdo que ela produz. Por ter acompanhado todo o processo de decisão de sua transição capilar, até o big chop e as dicas de produtos e penteados, sinto que a youtuber é minha amigona haha, e, por conta disso, sempre torço pelas conquistas dela e de seu canal. Os seus vlogs, em particular, são um dos meus estilos de vídeo favoritos, e vê-la registrando o momento em que ganhou uma viagem pra Disney me fez ficar muito feliz por ver que o conteúdo que ela cria está chegando cada vez mais longe!

5. O clipe de Why Do You Feel So Down?, do Declan McKenna


Numa viagem pra praia que fiz com a minha amiga, passamos muito tempo conversando sobre música, e, para a minha surpresa, descobri que ela também amava o Declan McKeena, um cantor inglês de apenas 19 anos, que recentemente lançou um álbum com letras complexas e críticas, incluindo uma sobre o Brasil e a negligência da FIFA em escolher o país como sede da Copa do Mundo de 2014. No meio de nossas conversas sobre o artista, ela acabou me mostrando o clipe de Why Do You Feel So Down?, uma das músicas do seu álbum de estreia, e foi impossível não achar divertida e até meio cômica as suas caras e a coreografia. O seu álbum, What Do You Think About The Car?, entrou pros meus favoritos!

E esse foi o primeiro Links do Mês de 2018! Espero conseguir ajustar mais a minha rotina pra liberar esse tipo de post mais cedo, haha! Mas enfim, qual foi o seu post e o seu vídeo favorito da seleção? Comenta aí, vou adorar saber!

Um beijo,
Malu

Nenhum comentário:

Postar um comentário