08/01/2018

Diário do Roacutan #07 - Sexto mês e tratamento finalizado!



Já faz um bom tempo desde o último Diário do Roacutan aqui no blog, e mano do céu, nem dá pra acreditar que eu não só cheguei ao sexto mês como acabei meu tratamento oficialmente! Como o sexto mês não teve tanta diferença em relação ao quinto, resolvi juntar tudo num post só e aproveitar pra contar, além da fase final do tratamento, como foram esses três (!) meses depois do Roacutan. O post tá comprido, mas foi escrito com muito muito carinho!

Desde o meu último post aqui no blog, eu só tive a oportunidade de fazer o retorno na dermatologista no comecinho desse mês, mesmo ela tendo pedido para que eu voltasse um mês depois do fim da última caixinha de Roacutan. A maior preocupação dela – e minha também – não estava na pele em si, mas no meu colesterol, que havia dado uma aumentada durante o tratamento. Fiz os exames no meio de novembro, então não tive que esperar por muito tempo para saber os resultados e as considerações da dermatologista sobre os exames e sobre o tratamento como um todo.

Vamos, então, ao sexto – e último – mês de Roacutan: não houve nada de novo sob o sol. Comecei a última caixinha no dia 12 de agosto e terminei, oficialmente, no dia 28 de agosto. Durante esses últimos quinze dias, a minha pele ainda sofreu um pouco com o período de recaída (inclusive, às vezes ameaçava nascer espinhas tão ruins quanto às do início do tratamento), mas com bastante creme antes de dormir e protetor solar eu consegui aguentar firme e o tratamento encerrou bem, hehe.

Aproveitei também esse fim de tratamento pra renovar o meu estoque de produtos pra pele. Tô usando um protetor solar da La Roche-Posay que deixa minha pele numa textura maravilhosa, e usei também sabonete facial da Nivea, que ajudou bastante a deixar a pele menos seca. Está sendo um grande processo achar os melhores produtos pra minha pele, já que ela mudou significativamente durante esses seis meses de Roacutan, mas confesso que estou adorando testar vários produtos - e se vocês quiserem, eu posso fazer um post com aqueles que fizeram diferença no tratamento!

Quanto aos meses que se passaram após o tratamento, nunca estive tão feliz com a minha pele. Sério, é muito muito muito gratificante pra mim poder ver que o tratamento realmente teve um efeito positivo na minha pele, e como isso afetou a minha autoestima de um jeito bem transformador. É muito pesado travar uma batalha com o que você vê no reflexo do espelho todos os dias, então poder tornar o relacionamento comigo mesma algo mais tranquilo é maravilhoso, e com certeza uma das maiores conquistas de 2017.

E, como não podia faltar, aqui estão as minhas fotos - todas sem edição!








Tenho que admitir que passei boa parte desses três meses depois do remédio sem cuidar direito da minha pele; isso porque esse segundo semestre foi uma completa loucura pra mim - em todos os aspectos possíveis -, mas eu não abri mão de pequenos rituais como lavar o rosto com o sabonete adequado e passar protetor solar todas as manhãs. Com as férias, pretendo voltar com a minha rotina normal de cuidados, sempre me certificando quanto a qualquer sinal da acne voltar.

Agora, sinto que minha pele deu uma boa estabilizada quanto à oleosidade e à textura. Nos primeiros quinze dias sem o Roacutan, logo que troquei meus dermocosméticos, senti que meu rosto ficou com uma textura meio áspera, tão seca quanto no comecinho do tratamento. Achei inclusive que era uma reação alérgica ao sabonete facial que eu estava usando, porém foi questão de dias para a situação estabilizar e minha pele ficar menos seca. A oleosidade da pele de antes do tratamento não voltou, mas o cabelo está quase do mesmo jeito de antes do Roacutan. Por conta disso, tô aproveitando para descobrir novos shampoos e condicionadores que deixem o meu cabelo menos oleoso, e de quebra, acabo aprendendo mais sobre técnicas para lavar e cuidar do cabelo (olha o low poo aí, gente!). É incrível como o Roacutan não foi – nem está sendo – somente um tratamento para a pele.

Já em relação à consulta, que foi no dia 05 de dezembro, tive resultados muito positivos! Meu colesterol abaixou realmente, e a dermatologista ficou muito feliz em ver como os resultados foram satisfatórios e não regrediram desde o fim dos seis meses de Roacutan. Agora, eu vou começar um tratamento para os queloides que eu tenho no ombro; vai ser algo bem simples, tanto que não tenho muitos planos em compartilhá-lo mês a mês aqui no blog. Porém, caso o tratamento tenha resultados bem satisfatórios, é provável que eu apareça por aqui para trazer algum update pra vocês. 

E esse foi o primeiro post do ano aqui no blog! Espero trazer mais pra frente mais algum (ou alguns!) Diário do Roacutan, mostrando o progresso dessa etapa pós-tratamento. Gostaria também de aproveitar para agradecer ao pessoal que leu – e me pediu! – os posts dessa série que foi muito muito muito especial pra mim. Mesmo que o blog não tenha sido a minha prioridade em 2017 (infelizmente), saber que tem gente lendo do outro lado da tela significa muito!

Espero vê-los agora em 2018, com mais posts e muito mais experiências pra compartilhar. É isso, amo vocês, e feliz 2018! <3


Nenhum comentário:

Postar um comentário