21/05/2017

Inspiração: Bullet Journal



Sou apaixonada por artigos de papelaria desde sempre - e se algum deles me ajudasse na minha árdua missão de ser mais organizada, era impossível não pirar. Já perdi a conta de quantos cadernos, agendas e calendários eu já tive para usar como método de organização, mas falhei na maioria deles. Eu já estava achando que minha desorganização (no modo de pensar, arrumar e planejar) não tinha jeito, mas foi aí que, nesse ano, acabei descobrindo um método incrível que parece poder me ajudar em todas essas questões - e de quebra, me dar um momento para ~respirar~.

Estou falando do bullet journal! O método, também chamado de "diário em tópicos" e criado por Ryder Carroll, é um caderno em que você aplica o sistema de "rapid logging", ou seja, anota rapidamente todas as suas tarefas, afazeres e pensamentos. Ele é a maneira perfeita de se organizar, e o melhor, você desenvolve o seu próprio critério.

Ao escrever em bullets, você consegue controlar a sua rotina, os seus afazeres diários/semanais, visualizar suas metas e organizar não só o que está acontecendo agora, mas também o que você quer que aconteça futuramente. É como se você tivesse, em um mesmo sistema, um diário, uma agenda e uma lista de tarefas totalmente personalizados por você! Não é demais?

O criador disponibiliza um sistema padrão para ajudar na marcação dos seus bullets/tópicos, mas obviamente não é obrigatório segui-los - parta sempre do princípio de usar algo que funcione para você! São esses:


  • "•" - Uma bolinha é uma tarefa, não importa se é simples, elaborada, ou se é da escola ou do trabalho.
  • "X" - Um x é uma tarefa concluída. Pode ser mais legal riscar a tarefa ao invés de fazer um X, mas ajuda a visualizar o que ainda precisa ser feito ou transferido para outro dia.
  • ">" - Um maior que é uma tarefa que migrou para outro momento (tá aí a importância do X!).
  • <" - Um menor que é uma tarefa reagendada.
  • "○" - Um círculo é um evento, não importa qual seja.
  • "-" - Um traço é uma nota, como um acontecimento do dia, um pensamento importante, ou algo que mereça ser lembrado.

Esses símbolos podem ser acompanhados por outros, do tipo um "!" (ponto de exclamação) para mostrar uma inspiração, ou um "*" (asterisco) para mostrar uma prioridade. Novamente, não é necessário segui-los exatamente à risca; se você quiser adicionar, retirar ou substituir esses símbolos por outros (ou não usar símbolos diferentes), fica a seu critério!

Tendo esses símbolos como base, o seu bullet journal pode ser divido por categorias, onde esses símbolos serão efetivamente usados. As que o criador indica são:

Monthly layout:

  • Índice - É uma relação de todas as categorias presentes no seu bullet journal, assim como o número da página em que estão presentes. Fica no início do BuJo.
  • Future Log - É a relação do seu ano. Normalmente é formada por um calendário completo, e com espaços para que sejam anotados datas estipuladas meses antes, como uma viagem, um casamento, ou um aniversário.
  • Monthly Log - É a relação do seu mês. Contém um calendário, bem como a lista de tarefas agendadas/migradas para o mês referido.
  • Daily Log - É o espaço onde o sistema de rapid logging realmente aparece. Nele, você escreve suas tarefas do dia, coisas que precisa lembrar, enfim, é como um "relatório" mais específico do seu dia.

Essas estruturas, claro, não são fixas, mas fornecem uma mega base para que seu bullet journal cumpra com a função de organização. A partir dessas sugestões, você fica livre para criar o formato, a diagramação, o número de páginas respectivas para cada uma dessas categorias, e claro, inserir tudo aquilo que você quer monitorar/organizar. E essas são algumas das sugestões de trackers (monitoramentos) que eu separei pra vocês:









feebujo habit tracker

ref // ref // ref // ref // ref  // ref // ref

Não tem como não pirar! Já quero começar o meu logo! Pra encerrar o post, eu separei dois vídeos de spreads maravilhosos pra inspirarem vocês a começarem o seu bullet journal. Nós temos a tendência de achar que, para ter um BuJo perfeito, ele precisar ser igual às referências do Pinterest, mas se nos dedicarmos em seu objetivo de ser funcional, prático e organizado, todo esse carinho e ~boniteza~ são consequências, não é mesmo?



E aí: tá esperando o que pra começar o seu?
Yaaaay, espero que tenham gostado do post! Fiquei muito orgulhosa do resultado final, fazia tempo que eu não escrevia um post mais longo e detalhado sobre o que eu estou curtindo no momento! Espero que tenham gostado! Vocês têm um bullet journal? Se sim, como se organizam com ele? Se não, ficaram com vontade de ter um? Comentem, vou adorar ler a opinião de vocês!

16/05/2017

17 anos e uma viagem

Na sexta-feira, dia 05 de maio, eu completei 17 anos de idade. Tá, não é uma idade lá tão marcante quanto 15 ou 18, mas pra mim, independentemente da idade, esse dia é sempre especial. Li uma vez que 17 é a idade perfeita porque você não é mais ingênuo como era com 16 anos, nem precisa lidar com o "choque" de fazer 18. É uma idade perfeita. E até agora, estou concordando plenamente com isso.

Já devo ter falado em algum momento aqui no blog que eu amo fazer aniversário, e levo esse dia muito a sério. Não é de um modo egoísta; eu gosto da ideia de ter o meu relógio zerado e poder iniciar um momento novo na minha vida - esse é o motivo que me faz gostar tanto de comemorar o Ano-Novo também -, então não curto deixar a data passar como um dia qualquer.

Nesse ano, houve uma pequena mudança na minha típica "tradição" de passar o meu aniversário com a minha família: o meu colégio organizou uma viagem de três dias - e o meio dela seria justamente no meu aniversário. Confesso que fiquei meio decepcionada no início, mas olhando agora, eu não teria maneira melhor de comemorar os meus dezessete anos do que saindo da minha zona de conforto, das mais diversas maneiras.

Essa viagem foi para o PETAR (Parque Estadual Turístico do Alto Ribeira), um parque localizado na cidade de Iporanga, no interior de São Paulo, em uma área de preservação da Mata Atlântica. Escrevendo assim, nem parece uma viagem que eu faria, mas foi uma experiência incrível e transformadora.




Saí de São Paulo no dia 04 de maio, bem cedinho, e nesse dia, visitamos o Quilombo de Ivoporunduva. Foi uma baita aula sobre o povo, sua vivência e a visão de mundo que eles carregam. Tive a oportunidade inclusive de conhecer algumas das atividades do quilombo, e isso foi muito muito muito enriquecedor. Com certeza uma experiência pro resto da vida.

Mas o dia seguinte foi ainda mais especial. Começou com vários parabéns à meia-noite, e uma manhã levantando cedinho pra ir ao PETAR fazer a tão esperada visita às cavernas. Chegando lá, grupos foram divididos para facilitar a visita nas cavernas disponíveis.

Para chegar na primeira caverna, era necessário cruzar uma trilha que durava uma hora, aproximadamente. No caminho, você subia e descia degraus, passava por pedras e grandes árvores, tudo isso ouvindo o rio passar ao seu lado. E claro, em uma das partes, era necessário cruzá-lo! Foi mais tranquilo do que eu imaginava, e tive muito apoio nos trechos em que estive mais insegura.

Ao chegar na Caverna Água Suja, você já fica abismado com o tamanho da entrada. Ela é linda por fora, mas ainda mais espetacular por dentro - e é só entrar pra perceber a diferença de luminosidade e temperatura (é a foto do início do post!). Era surreal estar em um ambiente daqueles!

Ao longo de todo o trajeto por dentro da caverna, eu aprendi um pouco sobre a formação dos lugar e dos espeleotemas (formações rochosas dentro das cavernas), com direito a fazer faíscas com quartzos, ouvir o barulho do rio que passava por dentro da caverna (!) e analisar as estalactites formadas. Quanto mais eu adentrava, mais incrível era a sensação de estar naquele lugar. A Natureza é realmente inacreditável!

Mas a melhor parte foi o final da caverna, na parte mais adentro possível para visitação, que era a pequena cachoeira formada pelo desnível do rio. Entrar nela foi a melhor maneira possível de começar os meus 17 anos.

Depois de fazer todo o percurso de volta e parar pra comer, foi a vez de visitar a Caverna de Santana. Ela já era ainda mais fascinante pela entrada estreita e pelo caminho sinuoso que você fazia para entrar, passando por pequenos espaços que eram rodeados por água. Dava certo receio de andar por lá, mas o segredo foi manter a calma e seguir o caminho com passos firmes!

Conforme eu fui entrando, era impossível não sentir assombro por um lugar tão cheio de detalhes. Confesso que esse assombro também aparecia na hora de passar pelos caminhos de lama, por entre as formações de colunas e pelas escadinhas super simples, e tudo iluminado apenas pelas lanternas dos capacetes, mas foi maravilhoso!

Ao voltar para o ponto de encontro, já estava no fim da tarde, então fomos logo para a pousada. Depois, a noite seguiu com um pedaço de bolo de limão, uma reunião de todo o pessoal da viagem em uma área super legal, e terminou com outro bolo (para mim e para as outras aniversariantes do dia) e música ao redor da fogueira. No dia seguinte foi a vez de fazer um boiacross no rio, e posso dizer que foi sensacional!

Fico extremamente grata por ter a oportunidade de viver uma experiência dessas. Voltei um ano mais velha e com diversos momentos especiais para guardar na memória! <3


P.S.: Eu acabei criando uma playlist sobre 17 anos e acho válido deixar aqui pra vocês ouvirem. Tá meio bagunçada, mas acho que combina com a idade haha! Aproveitem pra me seguir no Spotify, meu usuário é Malu Bassan!

13/05/2017

Links do Mês #04 - Abril (2017)



Não sou só eu que estou sentindo esse ano passar voando, não é? Mal dá pra acreditar que já passou abril, e com ele um terço do ano se foi também! Sei que o blog tá meio parado, só com os Links do Mês e o Diário do Roacutan, mas ando tão atarefada com o colégio que mal tenho tempo de aparecer aqui. Então, agradeço o apoio de quem sempre reserva um tempinho pra passar por aqui, vocês são maravilhosos!

Agora, vamos falar de abril, um mês que teve estreias no Netflix, filme bom no cinema (Fragmentado ❤) e claro, muito post bom e lançamento musical pra compartilhar. Vamos ver a seleção desse mês?

Posts

1. Bordado cool: 3 marcas que você tem que conhecer! no Garotas Estúpidas
Se eu tivesse que listar uma obsessão minha desse mês, seria procurar marcas que fazem camisetas bordadas. Sério, eu já vi tanta foto e tanto modelo lindo que nem sei como consegui me controlar pra não comprar pelo menos um deles! Esse post da Camila Coutinho, além de ter mega indicações, ainda traz uma baita inspiração pra modelos, bordados e opções de compra!

2. Os 13 Porquês no Cinema em Cena
A série 13 Reasons Why ganhou uma mega repercussão desde o seu lançamento no dia 31 de Março. Eu já estava querendo ler o livro antes de assistir à série, mas depois de ler algumas críticas sobre a produção, fiquei meio receosa. Essa crítica, em especial, pontuou muitas coisas que eu acho dignas de serem faladas para quem quer ver (como eu), ou já viu e ainda não tem uma opinião tão formada sobre o assunto.

Sou apaixonada por qualquer produção que envolva design e criação. Como estou no processo do meu TCC do curso técnico, qualquer link sobre o assunto é válido. Me apaixonei perdidamente nessa matéria; nunca tinha analisado os logos da Nasa dessa maneira!

A obra Guernica que, embora tenha sido produzida há 80 anos, nunca esteve tão atual (infelizmente). Acho válido compartilhar essa releitura e ver como, mesmo nos dias de hoje, a guerra ainda é um assunto comum e presente na vida de certos povos.

Vi essa notícia lá no Twitter e logo pesquisei mais sobre - e pirei com essa criação! Já consigo imaginar uma prateleira cheia dessas edições (é pedir demais ter um exemplar de cada um? hehe)!

Amo esse compartilhamento de opiniões e experiências sinceras que os blogs proporcionam. Eu particularmente me identifiquei muito com esse post. Não me vejo como alguém que almeja ser "influencer" ou ter milhares de privilégios - apenas procuro ter o meu espaço pra compartilhar verdadeiramente aquilo de legal que acontece comigo. Ótimo post <3

Amo esses textos que parecem ter sido especialmente pro momento que eu tô vivendo. É tão bom ver que eu não estou sozinha, e que no fim das contas, tudo vai dar certo!

Uma das coisas que mais amo na vida é ir ao cinema, e quando vi essa notícia, vocês já podem imaginar minha animação, né? Fiquei super curiosa pra saber mais sobre o serviço!

Mais uma ideia sensacional que vale a pena compartilhar, sem mais!

10. No final tudo vale a pena no Medium
Tô viciada nos vídeos da Pam Gonçalves e mal posso esperar para ler o Projeto Secreto dela. Me identifiquei horrores com esse texto, principalmente porque ele se aplica muito ao que estou vivendo agora (com vestibular e TCC). Ter essa carga de energia positiva é sempre bom!

Vídeos

1. A música "Casa", da Baleia


Ouvi essa música por acaso, como trilha de um vídeo do YouTube, e fiquei simplesmente encantada pela melodia e pela letra. É daquele estilo de música que deixa a gente com uma sensação de felicidade dentro da gente, sabe? Um amor!

2. O lançamento solo do Harry Styles, "Sign of The Times"


Preciso fazer uma confissão: Harry Styles é minha ruína. Eu já tinha parado de acompanhar a One Direction há um tempinho, mas quando vi que ele lançaria sua carreira solo, todo o meu amor por ele (e pela banda) voltou com tudo. Eu sempre achei o Harry talentoso, mas foi só ouvir essa música que eu tive a certeza de que ele ainda tem muita coisa pra mostrar pro público.

3. 48 horas comigo: o céu mais lindo que vi, da Melina Souza


Que eu adoro o trabalho da Melina todo mundo sabe, né, mas é impressionante como ela lança um vídeo mais lindo que o outro a cada mês! Amo esse estilo de vídeo mais contemplativo e detalhista, e ver tudo pelo olhar da Mel torna o trabalho ainda mais incrível!

4. A versão de "Survivor" feita pelas alunas da POLI-USP


Achei esse vídeo depois de diversos compartilhamentos no Facebook, e achei válido compartilhar aqui no blog também. Ele foi feito em uma das provas da "Integrapoli", uma gincana promovida entre os calouros e veteranos da POLI, a faculdade de Engenharia da USP. É triste ver que ainda existe muito machismo no cenário acadêmico brasileiro, mas ver manifestações assim me fazem ter a esperança de que, um dia, isso irá mudar!

5. #5Filmes com Jovem Nerd, da Lully de Verdade


A Lully já esteve aqui na lista no post do mês passado, como participação especial no Pipocando, então nada mais justo do que compartilhar um vídeo dela nesse mês, não é mesmo? A tag #5Filmes foi criada por ela como um modo de interação bem espontâneo entre ela e os seus entrevistados, e eu amei ver que o convidado da vez foi o Jovem Nerd, outro mega produtor de conteúdo do YouTube. O vídeo ficou incrível!
E esse foi o Links do Mês da vez, galeris! Espero que tenham curtido! Eu amo demais fazer posts nesse estilo, e curto mais ainda ver a recepção de vocês! Obrigada pelo carinho, e até o próximo post! <3

07/05/2017

Diário do Roacutan #03 - Segundo mês

O segundo mês de Roacutan acabou e nem dá pra acreditar nisso! E claro que, pra não passar batido, aqui está mais um Diário do Roacutan (o terceiro já!), com as minhas impressões sobre o tratamento ao longo desse mês de abril. Espero que gostem!
Esse remédio é estritamente controlado e muito forte, portanto, você só pode tomá-lo com indicação e acompanhamento médico. Se você acha que o Roacutan pode resolver a sua questão com a acne, consulte um especialista, e então ele - e somente ele - poderá te dizer qual é a melhor forma de tratamento para o seu caso. Esse post não é nenhum tipo de apologia ou incentivo ao uso desse medicamento, é apenas um compartilhamento (de forma leiga e bem pessoal) da minha experiência com o Roacutan.
Esse mês passou tranquilo e sem muitas surpresas. Comecei o segundo mês do tratamento oficialmente no dia 18 de março, e a minha principal preocupação dessa vez nem foram os efeitos colaterais, mas a minha alimentação, já que o meu colesterol tinha aumentado e eu não queria ter que diminuir ou parar o tratamento por conta disso. Não fiz lá grandes mudanças pra alterar esse quadro, só tô comendo menos besteira e isso já tem me ajudado bastante! :)

Dos efeitos colaterais, a dor nas costas piorou durante o mês e em alguns momentos chegou a ser bem irritante ter que ficar com essa dorzinha que não passava. Ela ficou aparecendo e sumindo ao longo do mês, mas ainda bem que já passou. A pele continua seca e o cabelo continuou menos oleoso, só o lábio que deu uma pioradinha, então tô tomando ainda mais cuidado.

Agora vem o que interessa: a pele. Senti que nesse mês ela ressecou um pouco mais e as manchinhas que ainda tenho deram uma leve intensificada, mas nada muito chocante. Eu não estranhei essa leve piorada, porque esperava que isso acontecesse em algum momento - e tô até feliz que tenha acontecido dessa maneira sutil, e não de um modo mais brusco.

E esses são os registros desse mês (novamente, as fotos não possuem qualquer edição - e já adianto que essas manchinhas no pescoço são picadas de pernilongo hehe):







Fora isso, tive uma ótima notícia na consulta de retorno: meu colesterol efetivamente baixou! Isso significa que eu posso continuar com o tratamento tranquilamente e não preciso fazer o exame de sangue nesse mês, o que pra mim já é uma vitória e tanto! Ah, e também é bom dizer que a acne das minhas costas continua tendo uma melhora significativa com o remédio!

Logo, logo apareço aqui de novo para falar sobre o mês de maio. Nem dá pra acreditar que estou chegando na metade do tratamento!
Então é isso, pessoal! Obrigada por lerem e acompanharem todo esse processo! Vocês são os melhores! Até o próximo mês! <3