15/07/2014

"Yeah Mr. White! Yeah, science!"

Is Breaking Bad Not Over? We've Got The Exclusive Details @ TheDaily411.com
what's up, bitches?
Depois que uma bênção chamada Netflix caiu sobre minha cabeça, vi um mundo de possibilidades diante de mim. Mais filmes pra me acompanharem em noites sem graça onde fico em casa. E claro: séries pra eu me viciar. Nunca fui capaz de acompanhar qualquer série por muito tempo já que paciência é uma coisa que me falta, mas o Netflix me deu ânimo pra tentar - mais uma vez - mudar esse rumo. Dito e feito. Meu irmão queria assistir alguma série comigo, e depois de ouvi-lo na minha orelha por muito tempo sobre uma série que fez muito sucesso, acabei cedendo. Acho que vocês já devem saber o nome dessa minha paixão: Breaking Bad.

A série, criada por Vince Gilligan, conta a história de Walter White (Bryan Cranston), um professor de química não muito respeitado, que lida com uma esposa grávida, Skyler (Anna Gunn) e com um filho que apresenta paralisia cerebral, Walter Jr (RJ Mitte). E, como se não bastasse as dificuldades que sofre dentro de casa e no trabalho, depois de passar mal, Walter se vê diagnosticado com câncer de pulmão, e pensando no sustento de sua família, se entrega à fabricação de metanfetamina, junto com um ex-aluno Jesse (Aaron Paul).



No início, eu não dava nada pra essa série, sério mesmo. Mas, depois de poucos episódios, me vi totalmente ligada na série e surtando pra saber o que aconteceria no próximo episódio. A fotografia é impressionante, o roteiro é maravilhoso e os personagens são muito bem construídos. Não são aqueles onde tudo dá certo, e eles nunca enfrentam um dilema muito complexo: eles são humanos, com qualidades, defeitos e princípios, que vão sendo analisados ao longo da série.

A série já chama a atenção por lidar com o tráfico de drogas de maneira tão direta, ainda mais colocando um personagem com características que nunca seriam associadas a um fabricante de metanfetamina. Aliás, o Walter White é simplesmente inacreditável. Ao longo das temporadas, você analisa a evolução dele, como pessoa e como fabricante, e é possível ver perfeitamente o dilema entre ser um bom exemplo para os seus filhos e construir o seu império aos poucos. Ele pode ser o protagonista, mas em muitos momentos, age como o vilão da história, e isso é muito legal.

Além dele, todos os personagens, sendo principais ou secundários, têm um desempenho fascinante na série. A Skyler se mostra na luta constante entre descobrir o que o marido esconde e o que fazer com a situação, se for algo grave. O Hank, seu irmão, cunhado de Walter, trabalha para a DEA, organização do controle de Narcóticos, e se vê lutando contra o tráfico de metanfetamina, mas nunca pensaria no que essa situação acarretaria na vida de Walter. Esses e tantos outros que aparecem e somem da trama compõem a série de um jeito inacreditável.

Untitled | via Tumblr

O desenvolvimento da trama pode ser cansativo em alguns momentos, mas é sempre bom prestar atenção nos detalhes; cada cena contém sempre alguma suspeita para o próximo passo. Você se vê dividido em aquilo que é certo e aquilo que tem mais chance de dar certo, e pode se surpreender com o que escolher. E eu só vou avisando: se começar a série, é um caminho sem volta; vicia demais. A série conta com 5 temporadas, todas disponíveis no Netflix.


E nunca, em hipótese alguma, se esqueça: "You must respect the chemistry!".
Espero que eu tenha conseguido espalhar o meu amor por Breaking Bad pra vocês, haha! Mas e aí, já assistiram a série? Se sim, o que acharam? Se não, ficaram com vontade? Comente!
Beijos,
Malu 

10 comentários:

  1. Já ouvi falar muito sobre essa série, até me interessei em assistir... Mas mal consigo acompanhar minha série atual imagine duas!! Não tenho o abençoado Netflix para me ajudar hahahaha

    xx
    e-ternaaprendiz.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. To quase assinando Netfilx, todo mundo fala tão bem rsrs
    Enfim, sobre a série, eu ainda não tinha ouvido falar, mas gostei dela, parece ser muito bom e viciante kkk qualquer dia irei começar assistir. <3

    Beijinhos ♥
    www.conversandocomalua.com

    ResponderExcluir
  3. Já conhecia muito a série por nome, mas não fazia a minima ideia do que se tratava. Acho que vou começar a assistir, gosto de ver coisas sobre a realidade, sem muitas fantasias
    fashionemcores.com

    ResponderExcluir
  4. Sou viciada em séries também, Malu!!
    Eu amo Pretty Little Liars e quero muito o Netflix pra conhecer outras séries exclusivas dele! Quero ver logo algum episódio de Breaking Bad porque parece ser bem legal :D

    Beijos!
    http://ao-estilo-de-mary.blogspot.com
    @aoestilodemary

    ResponderExcluir
  5. Oi Malu eu já tinha ouvido falar dessa série.
    Com a loucura da faculdade e do trabalho tive que acabar deixando esse meu vicio de lado.
    Mas parece realmente ser ótimo. Vou colocar na minha listinha que está ficando cada vez mais extensa.
    beijos

    ResponderExcluir
  6. Eu não consigo mais assistir séries. São muitas temporadas e isso me cansa. Assisti só 2 episódios de breaking bad e já desisti. Bjus!

    galerafashion.com

    ResponderExcluir
  7. Meu pai acompanha essa série e ama acredita? haha
    Eu não vejo por que Doctor Who já toma todo o meu tempo de tão viciada que sou!

    tofalandoisa.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Legal não acompanho a serie mais parece ser legal

    cherrycharming2.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Eu amo o netflix,estou vendo once upon a time e orange is the new black,sou viciada!

    Gostaria de saber se você gostaria de ser colaboradora do meu blog postando uma vez por semana falando sobre séries,se sim me confirme por esse email - quasetudocinderela@yahoo.com.br

    Beijos! quasetudocinderela.com

    ResponderExcluir
  10. Sua resenha da série <3
    Nossa, Maria, muito igual à mim! Nunca tirava tempo para ver séries, achava que seriam 40 minutos que eu poderia estar fazendo outra coisa interessante e agora também estou vendo Breaking Bad e estou amando!

    Blog: Café Com Babis (:

    ResponderExcluir