03/09/2017

7 motivos para Arcade Fire ser uma das minhas bandas favoritas

Resultado de imagem para arcade fire 2017
Um dos assuntos que eu mais gosto de falar aqui no blog é cultura, seja música, cinema ou televisão, e tava sentido falta de aparecer aqui com alguma indicação sobre o tema pra vocês. Recentemente, ando curtindo mais ouvir artistas que conheço pouco do que procurar novos grupos e cantores pra conhecer. Com isso, acabei desenvolvendo um amor muito grande por grupos que eu só conhecia uma ou duas músicas, e um deles foi o Arcade Fire.

A banda canadense já foi citada em um post antigo do blog onde eu indico álbuns que me inspiram, mas até aquele momento, eu só conhecia um dos álbuns da banda, o The Suburbs. O tempo foi passando, o nome deles foi aparecendo cada vez mais nos sites, perfis e indicações de banda que eu recebia, então lá fui eu pesquisar mais sobre o trabalho deles. Foi tiro certo: Arcade Fire acabou tomando o meu coração, e hoje posso dizer que eles são, sem sombra de dúvidas, uma das minhas bandas favoritas. Pensando em todo esse amor por eles, resolvi aparecer aqui para compartilhar 7 motivos que me fazem amar tanto Arcade Fire. Quem sabe a banda acaba virando também uma das suas favoritas!

1. A banda é enorme!



Depois de algumas formações desde a fundação da banda em 2003, o Arcade Fire, hoje em dia, conta com seis integrantes: o guitarrista Richard Reed Parry, o baterista Jeremy Gara, o baixista Tim Kingsbury, o multi-instrumentista Will Butler, a vocalista Régine Chassagne e o vocalista e instrumentista Win Bultler. A Régine e o Win são casados, e levam a banda como extensão deles mesmos - o que eu acho muito legal!

2. Eles são complexos nas letras e melodias

O tamanho da banda não está somente nos integrantes - está também na grande diversidade de instrumentos. Em faixas de seus cinco álbuns, é possível ouvir não somente a guitarra, o baixo e a bateria, mas também o piano, o violino, os instrumentos de sopro e o acordeão (o que leva a banda a ter membros "itinerantes"). Ah, e as letras deles conseguem tratar de assuntos bem densos, mas sem perder a vibe da banda. Deve ser por isso que artistas como David Bowie amavam o trabalho do Arcade Fire!

3. Os shows têm uma vibe incrível!


Enquanto escrevo esse post, estou ouvindo (mais) um show da banda, e me sinto imersa em um universo totalmente deles. A estrutura, os integrantes da banda, o jogo de luzes e a qualidade de cada um dos membros fazem com que o show seja uma experiência lifechanging, mesmo que você não esteja vendo ao vivo. Poucas bandas têm a capacidade de fazer com que o público se sinta como um só, e membro de algo maior.

4. Os videoclipes são obras de arte


A pegada conceitual do Arcade Fire se mostra, também, nos videoclipes que eles produzem. Eles usam os clipes como mais uma forma de expressar o tom artístico presente em todo o trabalho da banda, e como resultado, têm-se diversas produções que carregam histórias, críticas e ambientações dignas de serem vistas várias e várias vezes!

5. Eles estão na trilha sonora de Her, meu filme favorito

Her é um dos meus filmes favoritos por trazer um contexto aparentemente futurista que se liga, em diversos aspectos, com os dias - e os sentimentos - de hoje. Então imaginem a minha reação quando eu vi que a banda estava na trilha sonora! O diretor do filme, Spike Jonze, tinha inclusive trabalhado com a banda anteriormente, no clipe de The Suburbs. É possível dizer que eles fizeram um trabalho incrível, e com certeza o filme não teria toda a atmosfera que tem se não fosse pelo trabalho deles!

6. Eles acabaram de lançar um novo álbum - e ele está maravilhoso!





No dia 28 de Julho desse ano, a banda lançou o seu quinto álbum de estúdio, o Everything Now, e eu passei umas duas semanas só ouvindo as suas 13 faixas, de tão bom que esse trabalho ficou! O conceito do álbum está na corporação criada por eles (a "Everything Now"), que torna o trabalho da banda, que critica o mundo atual, algo que o próprio mundo criticado consome. As faixas falam sobre conforto, consumo, dinheiro, entre outras coisas. Vale a pena escutar!

7. Eles vão tocar aqui no Brasil!

Como eu disse lá em cima, eu vivo vendo fragmentos de seus shows no YouTube, e depois de ter visto por aí alguns dos momentos do show deles no Lollapalooza em 2014, eu percebi que queria muito ter uma experiência como aquela na minha vida. E esse momento apareceu! Eles irão tocar no dia 08 de Dezembro na Jeunesse Arena (Rio de Janeiro), e no dia 09 na Nova Arena Anhembi (São Paulo). Tô atrás de alguém pra ir comigo, porque não posso perder esse show de jeito nenhum!
Esses foram alguns dos motivos que me fazem amar tanto a banda! E aí: já conheciam o Arcade Fire? Se sim, qual é a sua música favorita deles? Se você não conhecia, conta aqui nos comentários o que você mais gostaram no trabalho da banda! Vou adorar saber!

18/08/2017

Links do Mês #07 - Julho (2017)



Julho passou, levou minhas férias junto - e metade de agosto resolveu ir também, haha! Peço desculpas pela demora que esses últimos Links do Mês têm tido pra aparecer aqui no blog - eu vou fazendo tanta coisa que acabo esquecendo de separar o conteúdo do post com mais antecedência. Mas, sem mais enrolações, vamos falar de um mês que apareceu com filme do Homem-Aranha, Harry Styles nas telonas e, claro, uma enxurrada de post e vídeo legal pra compartilhar com vocês. Vem cá ver!

Posts

1. Como conquistei minha independência, no Astrid Lacerda
Sigo a Astrid há pouco tempo no Twitter e é maravilhoso o quanto de coisa boa que ela passa com o que posta! Depois, acabei descobrindo que ela tem um blog, e foi impossível não se sentir inspirada com o que ela escreve. Esse post foi um dos meus favoritos!

2. Nós salvamos as nossas próprias vidas, no Blog da Companhia
No último mês, teve aqui em SP a Flipop - Festival de Literatura Pop -, dedicada aos livros Young Adult. Infelizmente, eu não pude ir, mas acompanhei tudinho pelas redes sociais e fiquei muito encantada com o evento! Ele, assim como esse texto, me fez lembrar de todas as vezes que eu mergulhei nas páginas de um livro, porque ali encontrava um universo fantástico no qual eu sentia, pelo menos por algumas horas, pertencer. Que saudade de passar o dia lendo!

3. Dez curiosidades sobre Mad Men, no Meio & Mensagem
Mad Men virou uma das minhas séries favoritas da vida. Estou na última temporada (com dó de acabar, hehe), e não tenho palavras pra descrever o quanto essa série me deixou maluca - ainda mais porque eu amo a área da comunicação, e tudo na série é tão artístico! Conhecer algumas curiosidades só me fez amar a produção ainda mais!

4. O Incrível Mundo dos Studyblrs, no Capitolina
Ando em um processo pra encontrar o método de organização que mais funciona pra mim. Por certo tempo, eu achava que meu "caso" não tinha solução porque ninguém mais usava agenda e os aplicativos simplesmente não serviam comigo... Isso foi até eu me apaixonar pelos studyblrs espalhados pelo Tumblr e Pinterest da vida. Essa galera da Internet compartilha métodos incríveis pra organizar e gerenciar melhor o seu tempo e sua rotina, e confesso que já tem me ajudado bastante. Foi assim que eu descobri sobre bullet journal - e posso dizer que 2018 já vai ser incrível só pelo fato de eu poder, finalmente, começar o meu, haha!

Já é de praxe indicar algum post da Isa aqui no blog, né? Mas não tem jeito: quando o texto é bom, dá vontade de sair colando em todos os lugares, hehe. Em suas postagens no Instagram e no Twitter, é muito comum ver a Isa comentando sobre como as coisas trabalham para o nosso bem, e eu sempre achei linda essa certeza que ela carrega consigo - então vê-la explicando um pouco mais sobre me deixou muito emocionada.

6. 21 coisas que amo em você, no Depois dos Quinze
A Bruna e o Pedro são oficialmente um dos meus casais favoritos da Internet. Eu sempre idealizei muito as relações que eu via de personalidades virtuais que eu acompanhava, mas esses dois têm uma maneira tão real de se relacionarem, sabe? Não é só um grande amor que os envolve; é o sentimento de companheirismo, respeito, amizade e empatia que são vistos em cada vídeo - e nesse caso, no post - que um dedica para o outro.

A décima quinta edição da FLIP (Festa Literária Internacional de Paraty) aconteceu no finzinho do mês de julho, e já chegou com uma marca história: o número de escritoras mulheres participantes era maior que o número de escritores. Debatendo, entre outros assuntos, sobre as vozes da literatura negra no país, o evento teve um momento marcante, quando, em uma palestra que contava com o ator Lázaro Ramos, a professora Diva Guimarães resolve contar sua história. É de arrepiar!

8. Eu, escritora (ou uma breve história sobre a escrita na minha vida), no Medium
Assim como a Sandy, quando aprendi a ler, eu também me achava dotada de superpoderes. Tempos depois, quando passei a devorar cada livro que pegava, o superpoder da leitura me fez despertar o interesse pela arma-secreta que era escrever. Escrevo pra mim, pra vocês, pra quem estiver disposto a ler. Não tenho as melhores palavras ou as melhores ideias do mundo, mas tenho a capacidade de passar para o papel aquilo que domina a minha cabeça e meu coração. E isso já é o bastante.

9. Chester Bennington fez do peso de sua existência um alívio para os fãs, no UOL
No dia 20 de Julho, o mundo ficou chocado com a notícia do suicídio de Chester Bennington, vocalista do Linkin Park. Eu não acompanhava a banda, mas reconhecia o impacto dela na música e na vida da legião de fãs que ela sustentava, e a notícia me deixou muito muito abalada. Ver um cara, que se entregava de maneira tão intensa ao que fazia, tirar a própria vida me fez pensar em como a gente não tem noção da batalha diária que cada um carrega no peito. Eu espero, de coração, que o Chester, onde quer que seja, esteja em paz.

O Leonardo DiCaprio é o meu ator favorito da vida, e uma das coisas nele que mais me inspiram é o modo como ele usa a sua visibilidade para a defesa de causas de interesse mundial. Seja debatendo sobre as mudanças climáticas, ou não se portando, no dia a dia, como um astro de cinema, sua postura acaba levantando muitas questões, como a questão da moda nos dias de hoje. Vale pensar sobre o assunto!

Vídeos

1. Um Vídeo Para Mim., do Zomerismo


Caí no canal do Zomer ao ver que ele era namorado da Lully (que também já esteve aqui nos Links do Mês!), e fiquei encantada pelos vídeos dele! Sabe aquele tipo de trabalho que você sente todo o carinho da pessoa ao vê-lo? Então, esse é o canal do Zomer! Além disso, os vídeos são curtinhos e com uma linguagem toda única. É impossível não ficar inspirado!

Ah, e dá pra acreditar que ele respondeu uma pergunta minha nesse vídeo? Fiquei emocionada, haha!

2. Dicas para analisar um filme feat. Acabou de Acabar, da Carol Moreira


Sou fãzona da Carol Moreira, então cada vídeo que ela posta, lá vou eu assistir, hehe! Achei muito legal o modo como ela fala de um jeito bem democrático e simples sobre cinema e televisão. Meu sonho é ser crítica de cinema, então ver um vídeo desses, com a participação do Gabriel Gaspar (outra pessoa incrível) é de encher o coração de alegria!

3. Um papo sobre blogs e internet 🌻, da Bruna Vieira


Esse vídeo foi citado em um post recente aqui do blog, mas não custa enaltecer, não é mesmo? Amo o jeito como a Bruna não esquece o mundo dos blogs, e está sempre falando sobre como esse universo virtual é incrível e pode, sim, realizar muitos sonhos. Eu mesma não sou capaz de expressar o quanto eu mudei ao ter o meu espacinho aqui na Internet <3

4. 1 ano morando sozinha em SP, da Ana Arantes



A Ana é dona de um dos meus blogs favoritos, o Bolas de Meia. Ela ficou afastada do blog e do canal por um tempinho, e ver que ela voltou pra compartilhar um pouco sobre como anda sua vida agora me deixou muito feliz! É muito legal se identificar com as pessoas e com o (novo) conteúdo que elas produzem!

5. Sobre corpo, do Afros e Afins


Pensem numa pessoa linda, inteligente, super politizada e criadora de um conteúdo que te deixa fascinado. Pensou? Então, essa é descrição da Nátaly Neri, dona do canal Afros e Afrins. O canal dela aborda assuntos bem vida real - e que merecem ser (muito) discutidos. E a sensibilidade que ela tem ao falar sobre eles é de tirar o fôlego. Fiquei tocada com o jeito com que ela falou sobre o corpo; ele, antes de tudo, é nossa casa, abrigo e ferramenta para explorar o mundo. Você arrasa, Nátaly!
Essa foi a seleção desse mês! Espero que tenham gostado, separei com muito carinho! E mês que vem tem mais Links do Mês

12/08/2017

Diário do Roacutan #06 - Quinto mês


Julho já acabou, mas deixou por aqui mais um Diário do Roacutan. Esse é o penúltimo mês em que eu estarei narrando como está sendo todo esse processo, mas pretendo aparecer por aqui, depois que o tratamento acabar, com um ou outro post falando um pouco mais sobre como estou me sentindo em relação a essa grande mudança na minha vida. Enquanto esses planos não chegam, estou aqui mais uma vez para compartilhar o meu (quinto!) mês de Roacutan com vocês. Espero que gostem!
Esse remédio é estritamente controlado e muito forte, portanto, você só pode tomá-lo com indicação e acompanhamento médico. Se você acha que o Roacutan pode resolver a sua questão com a acne, consulte um especialista, e então ele - e somente ele - poderá te dizer qual é a melhor forma de tratamento para o seu caso. Esse post não é nenhum tipo de apologia ou incentivo ao uso desse medicamento, é apenas um compartilhamento (de forma leiga e bem pessoal) da minha experiência com o Roacutan.
O quinto mês começou dentro da rotina, no dia 04 de Julho. Era pra eu ter começado um pouco mais cedo, mas, por conta das férias e com a rotina meio bagunçada, acabei esquecendo de tomar o remédio algumas vezes. Pouco antes, eu havia tido minha consulta de retorno, e a minha dermatologista havia me avisado que eu teria de fazer exames de sangue para ela poder ver como o tratamento estava sendo assimilado pelo meu corpo até o momento.

Julho foi um mês que fez bastante frio aqui em São Paulo, então minha pele foi bem castigada por um tempo. Pra piorar, como eu tenho rinite alérgica, passei muitos dias com a alergia atacada, e com o tanto de vezes que espirrava e assoava o nariz, a região em volta dele acabou ficando bastante ressecada. O lábio, por consequência, acabou ficando bastante rachado também. Por isso, não havia noite em que eu não dormia com o rosto cheio de creme e Bepantol, hehe.

Já sobre a pele, parece que o período de recaída passou, porque não tive espinhas ou cravos durante esse tempo. É até meio louco digitar isso, porque parecia que nunca iria acontecer! A vermelhidão do rosto passou, e a pele tá beeeem lisinha. Quase não vejo região do rosto que ainda tenha marca de acne, ou precise de um cuidado mais específico. Tô feliz demais!

E aqui estão os registros, sem edição, desse mês de tratamento:








Minhas costas continuam lisinhas, assim como no último mês. Não tenho marcas da acne que saiu, nem nas costas, nem na parte superior das coxas, como eu tinha anteriormente. Tá tudo lindo, haha <3

E em relação aos meus exames de sangue, vi os respectivos resultados no meu retorno na dermatologista, que foi no dia 21 de Julho. A médica disse que o meu colesterol deu uma leve aumentada, mas nada muito preocupante; a surpresa maior mesmo foi com o aumento dos meus triglicérides. Porém, como era algo de se esperar ao longo do tratamento, não precisei ficar assustada. A tendência é normalizar aos poucos, já que o tratamento não irá se estender para além de agosto.

Ah, e hoje eu iniciei oficialmente minha última caixa de Roacutan! Nem consigo acreditar em como passou rápido - e fico mais chocada ainda quando comparo minhas fotos de seis meses atrás com as de agora. Tá tudo tão diferente, no exterior e no interior. Obrigada por me acompanharem durante toda essa série de posts!
Espero que tenham gostado do post de hoje! O próximo Diário do Roacutan irá demorar um pouco mais pra sair, porque meu retorno será apenas no comecinho de outubro. Enquanto isso, irei continuar aqui no blog com outros posts <3