18/07/2017

Links do Mês #06 - Junho (2017)



Escrever o sexto Links do Mês soa meio maluco, porque parece que eu escrevo esse tipo de post há muuito tempo, e confirma que o ano está simplesmente voando diante dos nossos olhos, hehe. Junho foi um mês bem puxado (haja visto minha ausência no blog), mas foi muito especial - com direito a compra do ingresso pro show do Harry Styles, álbum novo da Lorde, muita festa junina, e claro, vários posts e vídeos incríveis dignos de serem compartilhados aqui no blog. Vem ver a seleção desse mês!

Posts

1. Como ser bem sucedido, rico e casado aos 20 no Isabelle Dias
Ah, os textos da Isa sempre me fazem bem! Recentemente, ando pensando muito nessa questão levantada por ela no post, porque daqui a poucos meses estarei prestando vestibular e com ele, uma série de questões sobre a minha vida começarão a ser levadas em conta. E tudo gera um grande medo de não dar certo, sabe? Ler esse post me fez sentir que tudo vai ficar bem no fim das contas!

2. 9 fotos que provam: as franjas cacheadas são MARAVILHOSAS! na Capricho
Eu tô amando tanto essa tendência de deixar o cabelo ser exatamente o que ele é. Seja liso, cacheado, crespo, ondulado, curto, comprido... E ter referências como essa pela Internet torna o processo ainda mais incrível para aquelas meninas que, por muito tempo, sentiam que o seus cabelos eram menos maravilhosos que os modelos divulgados por aí.
Sigo a Camila no Instagram há um tempo e simplesmente amo os looks dela, porque são bem estilosos e simples, daqueles fáceis de se inspirar, sabe? É bem legal acompanhar gente que tem um estilo com o qual a gente se identifica!

4. Look: Preto com um toque de dourado no O Mundo de Jess
Quem também tem um estilo que eu carrego como inspiração é a Jess. Uma composição mais linda que a outra!
Não é segredo que eu acompanho a Karol Pinheiro há um tempo e sou apaixonada pelo trabalho dela. Por mais que ela tenha mudado bastante ao longo desse tempo, seja no blog ou no canal, é muito legal pra quem acompanha o trabalho de uma pessoa sentir que, não importa quanta coisa aconteça, a essência e o carinho pelo trabalho continuarão lá, em cada post e em cada vídeo.
Eu adoro assistir ao MasterChef Brasil, e com certeza a chef Paola Carosella é uma das minhas grandes inspirações. Saber um pouco mais sobre a história dessa mulher incrível me fez admirar ainda mais o seu trabalho e a sua força. Ah, e é super válido ver a palestra inteira dela aqui!

7. Diário #28 - O fim do medo no Desancorando
Depois que eu virei a louca do bullet journal, o Desancorando tem sido um dos blogs que eu mais estou acompanhando nesses últimos tempos. E cara, rolou uma mega identificação com os posts da Maki, principalmente naqueles mais pessoais e vulneráveis. Nesse, particularmente, eu me vi inteirinha descrita, já que eu ainda sou uma pessoa que me deixo fragilizar por situações relativamente simples - e é muito bom saber que não sou a única que me sinto assim.
Fico feliz em ver que recentemente, as produções pra cinema e televisão têm apresentado maior representatividade quanto ao gênero, religião, cor e orientação sexual. Mas claro, alguns grupos infelizmente são apagados de toda essa representação positiva. A falta de uma representação real de pessoas bissexuais nas grandes mídias faz com que a visão que a sociedade tenha sobre essas pessoas ainda seja muito preconceituosa - e esse texto explica muito bem por que isso acontece.

9. Legalmente Nós Mesmas no Momentum Saga
Tenho certa preguiça de filmes ditos como ~de menininha~ justamente por não gostar da representação feminina tida na maioria dessas produções. Eu achava que Legalmente Loira também fazia parte desse quadro, mas ao ler esse post, fiquei muito muito animada para dar uma chance ao filme. É tão bom quando criam uma personagem com a qual nós conseguimos nos identificar!

1023 coisas que aprendi aos 22 anos no Julie de Batom
Já disse aqui que sou muito fã do blog da Julie, né! E eu particularmente acho maravilhoso esse tipo de post, porque é sempre válido compartilhar aquilo que a gente aprende com o tempo. Todo mundo tem sempre algo para agregar positivamente na nossa vida :)

Vídeos

1. O lançamento Creature Confort, do Arcade Fire


Arcade Fire se tornou uma das minhas bandas favoritas de uns meses pra cá, e eu já não estava sabendo lidar com a falta de músicas novas da banda, quando vi que o álbum novo deles sairia no fim de julho. Nesses últimos tempos, eles liberaram algumas músicas novas, e essa foi de longe a minha favorita. A banda está fazendo aquilo que sabe fazer de melhor: lançar trabalhos com letras incríveis, melodias bem construídas e clipes que te deixam hipnotizado!

2. MAÍSA, vamos conversar? | Cháblablá, da Bel Rodrigues


O canal da Bel Rodrigues é um daqueles que eu espero ansiosamente por um vídeo novo, porque ele sempre tem algo de importante para agregar. Nesse último mês, tivemos a situação envolvendo a Maísa Silva e o jornalista do SBT Dudu Camargo. A garota, que só tem 15 anos de idade, foi colocada em uma situação desconfortável durante o Programa Silvio Santos, em que o apresentador pressionava a Maísa para que ela ficasse com o Dudu de alguma forma, ignorando a repulsa clara que ela sentia pelo garoto e pela situação como um todo. No vídeo, a Bel explica mais sobre o acontecimento e discute bastante sobre a falta da liberdade de escolha que nós, como mulheres, ainda temos que lidar.

3. 5 coisas que parei de consumir, da Marieli Mallmann


Caí nesse vídeo da Marieli por acaso, e fiquei fascinada pelo conteúdo que ela produz. Eu, particularmente, sou uma pessoa que ainda tem certas recaídas quando o assunto é consumo, principalmente o de roupas. Ver as dicas da Marieli me ajudou muito a criar uma consciência maior sobre aquilo com que eu gasto o meu dinheiro - e como evitar repetir erros já antigos.

4. Estamos grávidos!!! | Bebê CricaJu a caminho!!!, da Juliana Goes


A Ju Goes é uma daquelas pessoas que te contagia com uma luz e te passa uma energia inexplicavelmente boa, mesmo não estando fisicamente perto de você. Quando vi esse vídeo, mal pude acreditar na novidade! Tenho certeza que essa criança virá com muita saúde e será recebida com muito muito muito amor!

5. Fim de semana entre amigas #vlog, da Rayza Nicácio


Sempre vi a Rayza Nicácio como uma daquelas blogueiras inspiração hehe, e me deixa muito feliz saber que ela está sendo a melhor versão dela mesma nos seus vídeos e fotos. Esse é um daqueles vlogs que eu adoro assistir porque me faz sentir próxima da pessoa, e mostra que, afinal de contas, ela é gente como a gente <3
E essa foram as indicações desse mês! Eu juro que passaria o dia aqui escrevendo sobre mais outros 54384 posts e vídeos pra vocês, hehe. É sempre legal compartilhar aquilo que agregou algo de positivo pra gente, né! Até o próximo post!

13/07/2017

Diário do Roacutan #05 - Quarto mês



Caraca, já se passou mais um mês do Diário do Roacutan, nem tô percebendo o tempo passar! Fico feliz em ver que o tratamento está acabando - e só com resultados positivos! Como sempre, estou aqui pra contar mais essa etapa desse processo, então chega de enrolação e vamos pro post!
Esse remédio é estritamente controlado e muito forte, portanto, você só pode tomá-lo com indicação e acompanhamento médico. Se você acha que o Roacutan pode resolver a sua questão com a acne, consulte um especialista, e então ele - e somente ele - poderá te dizer qual é a melhor forma de tratamento para o seu caso. Esse post não é nenhum tipo de apologia ou incentivo ao uso desse medicamento, é apenas um compartilhamento (de forma leiga e bem pessoal) da minha experiência com o Roacutan.
Como foi dito no post passado, minha dermatologista teve poucos dias disponíveis para consulta nesse último mês, nos quais eu sempre tinha algum compromisso, então eu acabei não tendo consulta de retorno nem marquei nenhum exame. Inicialmente, eu passaria umas duas semanas a mais sem ver minha dermatologista, mas acabei marcando consulta apenas no dia 22 de junho. Embora eu tenha passado esse tempo sem vê-la, bastante coisa aconteceu nessas semanas!

Comecei oficialmente o quarto mês no dia 01 de Junho. Como não tive consulta de retorno e portanto, não pude pegar o receita do remédio, eu teria de parar o tratamento por esse mês. Mas, por sorte, uma amiga minha tinha duas caixas de Roacutan sobrando do tratamento da mãe dela, então pude começar junho tranquilamente.

Dos efeitos colaterais, senti que meu lábio ficou ainda mais ressecado e sensível, e o meu nariz continuou sangrando por um tempo. Tive também dor de cabeça, mas acho que foi mais pelo cansaço do que pelo remédio em si, hehe. O tempo ficou meio maluco aqui em São Paulo, e nas últimas semanas, acabou ficando muito frio e bem seco, então tenho que redobrar meus cuidados quando o assunto é pele. Mas, por sorte, estou conseguindo lidar bem com tudo isso.

Sobre a pele, esse mês foi bem complicadinho por duas razões: a primeira delas foi o frio dessas últimas semanas, que ressecou ainda mais a minha pele (como eu disse aí em cima); e uma piora no quadro, já que tive umas espinhas no rosto e na parte externa das coxas. Os dois lugares tinham espinhas frequentes antes do tratamento, então não fiquei tão assustada, mas ainda sim estou mais alerta para ver se o quadro estabiliza nesse próximo mês.

Meu rosto está um pouquinho mais marcado e vermelho do que o último mês, mas sei que isso não representa algo negativo no tratamento. Como sempre, aqui estão as fotos (sem edição!):









Sobre as minhas costas, não tive nenhuma mudança no quadro, e isso já fez valer todo esse quarto mês de tratamento! É meio chatinho ver que o tratamento, pelo menos no rosto, tende a regredir um pouco antes de melhorar de vez, mas o importante é manter o foco e valorizar o quanto a minha pele já mudou desde fevereiro :)

E quanto ao retorno, minha consulta já está marcada para daqui uma semana, então irei trazer um feedback maior no próximo mês. Também terei de fazer exame de sangue, devido ao tempo que passei sem um acompanhamento mais rigoroso (isso, claro, foi indicação da dermatologista, já que tive pouquíssimas alterações no meu sistema durante o tratamento), mas isso não me preocupa. Além disso, acabei engordando um pouco, então se antes eu tinha chance de reduzir meu tratamento em 15 dias, agora continuarei com a estimativa de 6 meses mesmo.

Dito tudo isso, é bom trazer esse tipo de post aqui pro blog. De vez em quando, fico vendo as fotos dos outros posts e isso me dá motivação pra continuar firme com o tratamento, sempre visualizando os resultados mais positivos possíveis. Obrigada por tudo, pessoal!
Esse foi o post de hoje, espero que tenham gostado! Peço perdão pela demora do post - tentarei acelerar esse processo no próximo Diário do Roacutan! Mais uma vez, agradeço por estarem comigo nesse processo!

25/06/2017

Eu fui: Show do Ed Sheeran (Divide Tour) - São Paulo!

Sabe aquela experiência na vida que você nem consegue colocar em palavras de tão emocionante que foi e do quanto ela significou pra você? Então, essa vem sendo a minha situação nas últimas semanas, e o motivo é ter ido ao show do Ed Sheeran aqui em São Paulo. Até agora, quando eu paro pra pensar, é difícil de acreditar que eu realizei o meu sonho de ver esse cara tão talentoso ao vivo! Agora, claro, vim contar pra vocês como foi toda essa experiência. Espero que gostem!

Acho legal começar contando que eu sou fã do Ed desde 2012. Na época, ele era mais conhecido por ser amigo dos meninos da One Direction, e foi assim que eu acabei sabendo mais sobre o cantor. Lembro também que algumas blogueiras que eu acompanhava indicavam uma ou outra música dele, então a sua sonoridade acabou se tornando familiar para mim. As letras e a melodia já revelavam que ele seria um cara muito conhecido em pouco tempo.

Com o lançamento do X, seu segundo álbum, vi um dos meus artistas favoritos virar um fenômeno mundial. E claro que não demoraria pra ele fazer show aqui no Brasil.

Dito e feito: em abril de 2015, Ed tocou em São Paulo e no Rio de Janeiro, e por diversas razões eu não pude ir. Mas, lembro que depois de ter ficado mal, virei pra minha mãe e disse: "Quando o Ed voltar para o Brasil, eu vou no show". Mal sabia eu que isso realmente iria acontecer!

Quando a vinda dele foi anunciada, no começo do ano, eu surtei total! Fiquei feliz ao pensar que a grana que eu tinha guardado com o meu estágio e com outras coisinhas seria muito bem utilizada haha! Uma amiga minha também queria ir ao show, então nós duas nos preparamos para comprar o ingresso.

Agora vem uma parte maluca: de início, eu não consegui comprar o ingresso. Nas vendas on-line, o cartão que eu estava utilizando dava erro, mas conforme fui pesquisando, vi que isso estava acontecendo com outras pessoas também, então nem me desesperei. Resolvi então ir à bilheteria oficial - o Allianz Parque - logo no dia seguinte. Como estava na época da pré-venda, não tinha ninguém na fila.



Na hora de pagar, o mesmo susto: o cartão não passava de jeito nenhum. A atendente explicou que era necessário resolver esse problema com o banco, então eu e minha mãe saímos da fila para pensar no que faríamos com a situação. Nisso, um cara de dentro da bilheteria chamou a gente, e nos explicando como funcionava a pré-venda - basicamente, o que importa são os seis primeiros dígitos do cartão indicado para autorizar a compra, e o pagamento poderia ser efetuado de outra maneira -, ele nos ofereceu o seu cartão para autorizar a compra, de modo a nos deixar pagar tranquilamente. Nem preciso dizer que comecei a chorar de emoção, né? Agora, com o ingresso em mãos, a contagem regressiva para o show havia oficialmente começado!

Depois de uma grande espera, o dia 28 de maio finalmente havia chegado. Saí cedo de casa, e foi uma loucura encontrar a minha amiga, porque uma das linhas do Metrô estava em obra. Felizmente, deu tudo certo durante o trajeto e conseguimos chegar no Allianz Parque no início da tarde.

A fila estava enorme, mas como estava tudo bem organizado, entramos logo no estádio. Foi difícil esperar, mas todo o ânimo voltou quando o show de abertura começou. O convidado era Antonio Lulic, que abriu os shows do Ed no Brasil em 2015. Me surpreendi com o talento dele! As músicas eram bem gostosas de ouvir e a voz dele era incrivelmente bonita. Após 40 minutos de show, Antonio (ou Toninho hahaha) saiu do palco, e logo a galera estava gritando para o Edinho aparecer.



Pontualmente, às 20h, Ed Sheeran entrou no palco, pegou o violão, e os primeiros acordes de Castle On The Hill foram tocados. Nesse momento, eu desabei. A sensação de completa felicidade, de realização de um sonho tomava conta de mim. Chorei horrores, e cantei a plenos pulmões. Era visível no rosto do Ed o quanto ele estava extasiado com aquela recepção!

O show foi consistente, e o Ed não perdeu a força e a emoção em momento algum. É válido dizer também que fui surpreendida ao ver que ele tocou todas as músicas que eu queria. The A Team iluminou o estádio e fez todo mundo chorar; Dive mexeu comigo de uma maneira inexplicável; Bloodstream ao vivo me fez surtar e comprovou o talento do Ed como one man show; I See Fire fez o lugar entrar em uma vibe incrível; Perfect emocionou a galera e Shape Of You colocou todo mundo pra dançar.




Mas, pra mim, os destaques ficaram para duas músicas: You Need Me, I Don't Need You e Give Me Love. A primeira encerrou o show com um gostinho de "quero mais". Sério, palavras não descrevem o quanto eu fiquei vidrada ao ver o Ed cantando, tocando e fazendo o estádio inteirinho cantar junto. Já Give Me Love foi um tiro no meu coração, porque foi tocada pouquíssimas vezes na turnê inteira. Como eu não vi nenhuma setlist prévia, estava tentando não criar expectativas, mas foi só ouvir os primeiros acordes da música pra eu desabar. Não há palavras suficientes para descrever a emoção de ouvir ao vivo a música que te fez se apaixonar por um artista.


Com 1h45 de show, Ed Sheeran comprovou que precisa de pouco para prender o público, se entregar à música e encantar até mesmo aqueles que não são fãs. Saí de lá com o coração cheio de alegria e gratidão por ter tido a oportunidade de ver um cara tão incrível como ele ao vivo.

Essa foi, com certeza, uma das melhores experiências da minha vida! Obrigada, Ed Sheeran, e espero poder vê-lo novamente em breve! <3
Confesso que fiquei emocionada só de escrever e reviver um pouco desse dia maravilhoso! E vocês: já tiveram uma experiência que julgavam impossível de acontecer? Palavras nunca são suficientes para explicar a sensação de realizar um sonho! Até o próximo post, gente!